terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

"Tanta gente e eu me sinto tão só..." (Paolo)

A caminho do trabalho, hoje pela manhã, ouvi no carro uma canção que, diariamente, mentalizava para que tocasse novamente. Não sabia o nome da música e quem era o cantor, mas um de seus versos me tocou profundamente. "Tanta gente e eu me sinto tão só". Bastaram essas palavrinhas para observar a melodia, a rima, o sentido, a voz e, é claro, fuçar de quem é a autoria. 

A canção Tanta Coisa, de Paolo, demonstra, como nas músicas românticas, o maldito amor platônico ou, talvez, os dolorosos amores mal-resolvidos. Apesar da letra inteira ser linda, me apeguei aos versos que trazem à tona a solidão de quem vive cercado de pessoas, mas que, boa parte do tempo, se questiona sobre a legitimidade dessas relações. 

Fiquei ouvindo a música. Pedaço por pedaço. Por pouco não passei no sinal vermelho. Me entreguei aquela canção. Senti uma leve dor no peito de quem precisa, de fato, prestar mais atenção em si mesma. Aos seus próprios sentimentos e aos seus desejos. E por falar em desejos, estamos sempre querendo mais. Não basta um amigo é preciso ter um amigo-irmão; não basta ter um amor é preciso ter paixão; não basta só sexo é preciso uma ligação; não basta só carinho é preciso compaixão; não basta só beijinhos é preciso fechar os olhos... 

"Tanta coisa que eu não soube dizer. Tanta coisa que eu não soube querer..." 


Tanta Coisa

Esse olhar de lua crescente
                      
Sorriso inocente do sim
                 
Sei que eu quero você para mim

Se o sol não incendeia a gente
                      
Deixa carente o lado ruim
            
De quando você não está em mim

É tanta coisa pra te falar

Ou simplesmente poder te olhar

Poder te sonhar

Tanta gente e eu me sinto tão só

Tanta gente e eu me sinto tão seu

Será porque
          
Meu sonho me esqueceu

Tanta coisa que eu não soube dizer

Tanta coisa que eu não soube querer
          
Porque viver é amar você

3 comentários:

Hilton Souza disse...

Muito boa música!

Perfeito!!!

Dalva disse...

Essa música é linda!

Anônimo disse...

Está música também mexe muito comigo. A letra diz tudo que sinto nesse momento